europa-kraft-viana-arquivoOs trabalhadores da Europac Kraft Viana reafirmaram em plenário, no dia 23, que a revisão do Acordo de Empresa deve ser negociada apenas para 2018, ficando a aguardar que, até final da semana que agora se inicia, a administração marque uma reunião para a continuação da negociação, informou o SITE Norte.
29.1.2018


Depois de conhecida a data para a próxima reunião, será agendado um plenário de trabalhadores para analisar a nova proposta da empresa.

O plenário de dia 23 deu assim resposta à posição dos representantes patronais, no dia 22, que insistiram na negociação para três anos e até disseram que uma revisão salarial apenas para 2018 seria sempre com valores inferiores.

Nesta reunião, como se refere num comunicado do SITE Norte aos trabalhadores da antiga Portucel Viana, os representantes da empresa tentaram encontrar uma explicação para que tivesse sido rejeitada pelos trabalhadores num plenário, dia 9 de Janeiro, a proposta patronal para aumentos a três anos, em percentagem e indexados à inflação. Reformularam a proposta, mas insistiram em negociar um acordo para três anos. No final da reunião, avançaram também com uma proposta para dois anos (50 euros em 2018 e 30 euros em 2019).

Ver também:
- Comunicado do SITE Norte aos trabalhadores da Europac Kraft Viana