desfile-22-mar-2019O Tribunal Arbitral (CES) deliberou por unanimidade não fixar serviços mínimos para a greve de três dias que começa amanhã, convocada pela Fiequimetal e os sindicatos SITE CSRA, SITE Centro-Norte e SITE Norte para a Imprensa Nacional Casa da Moeda, por melhores salários e contra a atitude de chantagem da administração.
10.6.2019

 

A questão foi decidida em Tribunal Arbitral, porque a administração insistiu na necessidade de fixação de serviços mínimos, contra a posição sindical, que acabou por ser corroborada no órgão competente do Conselho Económico e Social. Ficou confirmado que não correspondem a necessidades sociais impreteríveis os serviços públicos que a greve, com uma duração de apenas três dias, poderá afectar.

A greve vai ter lugar nos dias 11, 12 e 14 de Junho, no distrito de Lisboa, e nos dias 12, 13 e 14, nos distritos do Porto e de Coimbra.

 

Ver também
- Acórdão do Tribunal Arbitral
- SEF alerta para possíveis perturbações...
- A rejeitar imposição na INCM decidida greve de três dias (31.5.2019)