20211015EncontroPorto O eixo central da acção sindical a desenvolver nos próximos tempos é a acção reivindicativa nos locais de trabalho, promovendo a apresentação de cadernos reivindicativos nas empresas, em articulação com a negociação da contratação colectiva, afirma-se na resolução aprovada dia 15, no Porto.
19.10.2021

 

O documento, proposto pela Direcção Nacional da Fiequimetal e intitulado «Lutar por Melhores Salários, Defender e Conquistar Direitos», foi a base da discussão no encontro nacional sobre acção reivindicativa e contratação colectiva, organizado pela Fiequimetal e que reuniu 130 dirigentes e delegados sindicais, na Casa Sindical do Porto.

A importância da luta foi evidenciada pelo facto de, entre as empresas com representantes no encontro, a Ascenza Agro (ex-Sapec), a Lisnave Yards e a Amarsul estarem já com acções marcadas.

Foi decidido realizar uma semana de luta nas empresas do sector de fabricação de material eléctrico e electrónico (FMEE), de 8 a 12 de Novembro, que terá como objectivos principais as exigências de aumentos salariais de 90 euros e de redução do horário para 35 horas semanais, no máximo.

No encontro foi realçada a importância da luta convergente pela valorização dos salários, pela redução do horário para 35 horas a pela valorização das carreiras e profissões.

 

Ferramenta e guia

A resolução para a acção reivindicativa, como se refere no próprio documento, constitui uma ferramenta de trabalho e um guia de orientação indispensável para todos os quadros sindicais, a utilizar com a consideração da realidade concreta de cada empresa e cada sector, para a elaboração das propostas reivindicativas e a reformulação de propostas para a negociação colectiva.


Ver também
- Resolução «Lutar por Melhores Salários, Defender e Conquistar Direitos» (ficheiro pdf)