20190201ATF greveNo sábado, quarto dia de greve na ATF, empresa da Navigator Company, os trabalhadores continuaram firmes na luta contra a discriminação salarial existente nas empresas do grupo, por aumentos salariais e pelo correcto enquadramento nas carreiras profissionais.
4.2.2019

 

Naquele último dos quatro dias de greve iniciados quarta-feira, a adesão continuou acima dos 90 por cento em todos os turnos, mantendo parada a produção de papel, como informou o SITE Sul.

Nos dias de greve, em cada turno, os trabalhadores realizaram concentrações na entrada da fábrica, na Mitrena (Setúbal).

 

Objectivos

A luta vai continuar, garante o sindicato, pelos objectivos que levaram à realização da greve, designadamente: por aumentos salariais, pela aproximação dos salários aos praticados na fábrica na Figueira da Foz, pelo direito ao pagamento de 11 feriados e de 14 prevenções por ano, por um horário máximo semanal de 37,5 horas, pelo enquadramento nas categorias que correspondem às funções efectivamente desempenhadas e pela atribuição de um cartão (vale) mensal de combustível (65 litros de gás natural ou 55 litros de gasolina ou gasóleo).

 

Ver também
- Greve na ATF (Navigator) prossegue com grande adesão (1.2.2019)
- Greve na ATF (Navigator) começou e parou produção (30.1.2019)