20200317PanasqueiraBarroca arquivoA BTWP piorou a proposta salarial de mais 25 cêntimos por dia, apresentada a 3 de Março, pretendendo que esse valor ridículo seja aplicado só a partir de 1 de Julho. O STIM convocou greve e reafirma que a concessionária das minas da Panasqueira tem todas as condições para satisfazer as reivindicações dos trabalhadores.
27.5.2020

 


Num comunicado aos trabalhadores, o sindicato informa sobre a reunião que teve hoje com a administração da Beralt Tin & Wolfram (Portugal), começando por referir que alertou a empresa para a necessidade de garantir todas as condições de saúde e segurança para os trabalhadores, especialmente no actual período, e sugeriu que a BTWP leve a efeito acções de sensibilização para a utilização adequada dos equipamentos de protecção.

No que se refere às reivindicações para o ano de 2020, o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira assinala que o Grupo Almonty, do qual a BTWP faz parte, obteve no ano de 2019 resultados (EBITDA  das operações de mineração) positivos de 16 milhões e 440 mil dólares.

Estes resultados foram valorizados há poucos dias pelo CEO da multinacional, o qual, apesar da pandemia, previu para 2020 «consolidar e solidificar por gerações a posição [da Almonty] como o maior produtor de tungstênio do mundo livre». Pode-se ler aqui o anúncio dos resultados e o comentário do CEO.

O sindicato destaca que os trabalhadores contribuíram para estes resultados e é da mais inteira justiça que a riqueza criada seja distribuída por quem a produz.

 

Contornos da greve

Por melhores salários e pela melhoria das condições de trabalho, está convocada uma paralisação de três horas por dia, no final do turno da equipa de carregadores e, para os restantes trabalhadores, no início de cada turno, a partir das 07h00 do dia 15 de Junho até às 02h00 do dia 20 de Junho.
É também declarada greve a todo e qualquer trabalho suplementar, entre os dias 15 e 20 de Junho.


Ver também
- Comunicado aos trabalhadores das minas da Panasqueira
- Pré-aviso de greve
- Plenário reafirma exigência e aprova luta na Panasqueira (17.3.2020)
- Beralt Tin & Wolfram persiste na ilegalidade (2.4.2020)