20201023DGS arquivoO acesso dos profissionais da indústria farmacêutica às unidades do Serviço Nacional de Saúde vai ser objecto de um parecer técnico, em cujo texto vão ficar reflectidas posições manifestadas pela Fiequimetal, como foi ontem confirmado numa reunião na Direcção-Geral da Saúde.
23.10.2020

 

 

Devido a um impedimento de última hora, a reunião agendada para esta quinta-feira, dia 22, não teve a  presença do secretário de Estado Adjunto e da Saúde.

A delegação da Fiequimetal foi recebida por dois responsáveis da DGS: Rui Portugal, subdiretor, e Benvinda Santos, Directora de Serviços de Prevenção da Doença e Promoção da Saúde.

Dando continuidade à acção desenvolvida pela defesa dos trabalhadores de informação médica, os dirigentes da Fiequimetal expuseram as preocupações dos profissionais e reafirmaram a reivindicação de uma acção (orientação) geral e uniforme que permita retomar a actividade de visitação, com dignidade e segurança, pois as restrições para a actividades desses profissionais têm sido muitas e sem regras bem definidas.

Os responsáveis da DGS declararam que, apesar da situação actual, há vontade para ir abrindo toda a actividade, progressivamente e de forma segura, até porque nas terapêuticas «não COVID» estão a surgir problemas, também devido à falta de alguma informação dos respectivos profissionais de saúde.

A abertura da actividade depende de avaliações de risco a nível institucional e a nível comunitário e - segundo os responsáveis da DGS - será elaborado um parecer técnico, de âmbito nacional, para a visitação dos profissionais de informação médica.

 

Participação com valor

Na reunião comprovou-se quão válida é a reivindicação de que as estruturas sindicais devem participar na construção de uma solução, integrando nesta a experiência e os interesses dos trabalhadores que representam.

Isto mesmo foi constatado pelos representantes da DGS, que reconheceram ser necessário rever o rascunho do parecer técnico, na sequência da comunicação do pedido de reunião da Fiequimetal, no qual se apresentava as dificuldades e também propostas de solução.

Na reunião ficou expresso o compromisso da Fiequimetal de enviar nos próximos dias mais contributos específicos para a elaboração do parecer técnico, de forma a corresponder melhor às necessidades da actividade e dos profissionais.

 

Ver também
- Comunicado aos profissionais de informação médica (28.10.2020)
- Informação médica discutida hoje com o Governo (21.10.2020)