20211004LisnaveYardsHoje, às zero horas, os trabalhadores da Lisnave Yards deram início, com adesão praticamente total, a um período de greve ao trabalho suplementar (pago e não pago) e ao trabalho normal, que se estende até às 24h00 de terça-feira, dia 2. Para este dia está marcada uma concentração no exterior do estaleiro.
31.10.2021

 

Um dos principais objectivos desta greve - decidida em plenário no dia seguinte à paralisação realizada de 2 a 5 de Outubro, com uma adesão superior a 80 por cento - é a eliminação do regime de «adaptabilidade», pelo que o pré-aviso emitido pelo SITE Sul abrange, para lá do horário normal, também todo o trabalho suplementar, incluindo o prestado no regime «à borla», imposto pela administração no momento da admissão dos trabalhadores.

Nas reivindicações que motivam a luta constam ainda: admissão de mais trabalhadores; melhores condições de Segurança e Saúde no Trabalho; melhoria das condições e das refeições no refeitório.

Para realçar esta exigência, na passada semana, os trabalhadores da Lisnave Yards organizaram-se, levaram de casa a sua própria refeição e concentraram-se à hora de almoço na porta do refeitório da empresa, recusando-se a consumir a refeição ali confeccionada.

Uma vez que a administração não apresentou propostas concretas para responder às justas reivindicações dos trabalhadores, o sindicato confirmou a realização da greve, numa nota de imprensa divulgada anteontem.

 

Ver também
- Nota de imprensa do SITE Sul (29.10.2021)
- Concentração evidenciou greve forte na Lisnave Yards (4.10.2021)