20170914Autoeuropa-arquivoO recurso aos tribunais não pode substituir a luta e a unidade dos trabalhadores, salientam o SITE Sul e a Fiequimetal, num comunicado a propósito da recente decisão do Tribunal do Barreiro sobre o procedimento cautelar relativo à imposição de horários pela administração da VW Autoeuropa.
13.10.2018

 

No comunicado, distribuído ontem na fábrica, o sindicato e a federação esclarecem que, independentemente de se aproveitar tudo o que possa ser favorável aos trabalhadores nessa decisão judicial, ela não é, pela sua natureza, definitiva.

Sem prejuízo da ponderação da opção do recurso a tribunais, como muitas vezes o movimento sindical unitário tem feito, a verdade é que a nossa experiência sobre esta matéria diz-nos que o arrastamento de processos em tribunal, com recurso sobre recurso, pode demorar anos, sem resolver os problemas dos trabalhadores. Ou seja, esta via apenas serve a estratégia da Administração, porque coloca o tempo a correr em seu benefício.

O problema poderá ser ultrapassado com a luta determinada dos trabalhadores.

O SITE Sul e a Fiequimetal previnem desde já que não aceitarão que a Administração venha exercer qualquer represália ou chantagem sobre os trabalhadores que decidiram recorrer ao tribunal. Caso isso aconteça, asseguram que estarão sempre ao lado desses trabalhadores, para os defender.

Atenção às manobras!

É deixado um alerta aos trabalhadores, para o facto de grupos organizados, de fora para dentro da empresa, sabendo que a providência cautelar não resolve em definitivo o problema dos horários, a terem usado apenas com o propósito de semear a confusão e atacar o SITE Sul.
O exercício do legítimo e compreensivo direito dos trabalhadores a recorrerem ao tribunal não pode ser confundido com manobras oportunistas em torno desta opção, como o apelo à criação de mais uma estrutura sindical, atitude que é profundamente divisionista.
Rejeitando acusações de negligência, são lembradas com orgulho as muitas décadas de história das organizações sindicais da CGTP-IN, as quais, na Autoeuropa e no distrito de Setúbal, sempre pautaram a sua actuação por uma postura ética e de seriedade para com os trabalhadores.
No comunicado afirma-se: Não somos demagogos e combatemos quem escolhe sê-lo! Não propomos vários dias de greve em períodos de paragens programadas pela Administração, como já aconteceu no passado recente. Quando propomos lutas, vamos à luta, não fazemos ameaças, lutamos de forma consequente!

Reunião com a Administração

Em reunião com o SITE Sul, a Administração assumiu que o horário tem carácter transitório.
O sindicato exige que fique claro o período de aplicação.
Exigiu igualmente:
 - que sejam realizados investimentos na ampliação da fábrica, para retomar os horários de segunda a sexta-feira;
 - que seja assegurada a manutenção de todos os postos de trabalho e a produção de novos veículos no futuro;
 - que o pagamento seja de valor igual para todos.

Estes são os motivos que devem unir os trabalhadores da VW Autoeuropa. Este é o momento de unidade e de lutar por reivindicações concretas e objectivas.


Ver também:
- Comunicado aos trabalhadores da VW Autoeuropa
- SITE Sul interpela Autoeuropa sobre horários e salários (17.9.2018)