20190530Petrogal plenariosO novo Acordo de Empresa da Petrogal (grupo Galp Energia) foi assinado na semana passada, depois de novas propostas patronais sobre pontos determinantes terem sido aceites, nas últimas reuniões de negociação.
8.7.2019

 

Num comunicado aos trabalhadores, a Fiequimetal destaca que as matérias pecuniárias contidas no novo AE têm efeito retroactivo a 1 de Janeiro.

Dos pontos que foram decisivos para chegar a acordo, o realce é dado às matérias remuneratórias e ao encerramento dos processos disciplinares levantados a vários trabalhadores durante a luta em defesa dos direitos.

O texto do AE, que seguiu para depósito e publicação oficial, vai ser distribuído aos associados dos sindicatos da Fiequimetal e do Sicop. Mas, no comunicado, a federação refere os principais pontos, como sejam:

- reposição dos valores da tabela salarial e aumentos em 2019, 2020 e 2021;
- aumentos anuais dos subsídios de alimentação e de infantário (creche ou ama);
- aumentos do complemento mínimo de pensão de reforma;
- aumento do prémio de reforma;
- direito ao subsídio de casamento;
- atribuição de parcelas remuneratórias por revisão e consolidação do regime contratual, a aplicar também aos trabalhadores reformados depois de 31 de Dezembro de 2015;
- condições de reforma antecipada de trabalhadores por turnos;
- manutenção de todos os direitos previstos nos regimes de reformas e de saúde;
- rejeição do banco de horas;
- antecipação dos tempos para progressão salarial.

Ficou assente realizar no final deste mês a primeira reunião com a administração, para aprofundar temas no âmbito do AE, com o objectivo de melhorar as condições de trabalho.

 

Ver também:
- Comunicado aos trabalhadores da Petrogal
- Acordo de princípio alcançado com a luta na Petrogal (3.6.2019)