20180705PSA Mangualde arquivoO SITE Centro-Norte e os trabalhadores da PSA Citroen, em Mangualde, confirmaram a realização de greve à «bolsa de horas» e ao trabalho extraordinário a partir deste sábado, dia 13, e até ao fim do ano.
11.7.2019

 

Como objectivos da greve, no pré-aviso figuram: fim da «bolsa de horas», manutenção dos dois dias de descanso consecutivos, não realização de mais de 8 horas diárias de trabalho, e fim da perseguição, chantagem, pressão e repressão.

O sindicato acusa a direcção da unidade de Mangualde de continuar a impor calendários de «bolsa de horas» sem ter em conta os alertas feitos pelos trabalhadores, nomeadamente ao nível do desgaste físico e psicológico. Também continua a exercer pressão e repressão, inclusive disciplinar, sobre os trabalhadores, para os forçar a realizar trabalho para a referida «bolsa de horas», aos sábados, domingos, em dias feriados e em dias normais de trabalho (por prolongamento ou acréscimo).

A situação agravou-se com a marcação de horas de produção para os dias dos meses de verão, ao abrigo da «bolsa de horas», sobrecarregando os trabalhadores com 10 horas de trabalho diário.

Desta forma, a direcção da empresa põe em causa os direitos dos trabalhadores, a manutenção dos dois dias consecutivos de descanso (Sábado e Domingo) e o efectivo gozo dos feriados, provocando desgaste diário, ao nível físico e psicológico.

Para o sindicato, é tempo de exigir melhorias das condições de trabalho para os trabalhadores da PSA Citroen, que muito sacrificados têm sido ao longo dos anos, e é tempo de exigir respeito pela sua vida familiar, pessoal e social.

 

Ver também
- Comunicado do SITE Centro-Norte com pré-aviso de greve
- Trabalhadores da PSA vão mesmo para greve (11.7.2019, Lusa no Eco-Sapo)
- Greve na Peugeot em Mangualde contra a «bolsa de horas» (11.7.2019, AbrilAbril)