20190320Hanon 7A elevada adesão dos trabalhadores à luta levou a que a produção parasse ontem, dia 20, tal como tinha sucedido na segunda-feira, primeiro dos seis dias em que estão convocadas greves parciais na Hanon Systems, em Palmela.
21.3.2019

 

A greve evidencia o protesto dos trabalhadores contra a intransigência da direcção da empresa, que recusa negociar o caderno reivindicativo.

Além da reposição de direitos relativos a ausências para consultas médicas e outras equiparadas, os trabalhadores organizados no SIESI exigem aumentos salariais, inclusão do tempo de refeição no período efectivo de trabalho e uniformização dos turnos em oito horas.

As greves, que se prolongam até dia 29, foram convocadas com o seguinte calendário:
 - Dias 18, 22, 25 e 29, das 07h00 às 08h00, das 09h00 às 10h00 e das 17h00 às 18h00;
 - Dias 20 e 27, das 07h00 às 08h00, das 09h00 às 10h00, das 16h00 às 16h30 e das 16h30 às 18h00.

 

Ver também
- Na Hanon e na Schmitt+Sohn exige-se aumentos salariais (18.3.2019)