20180412 Preh greveOs trabalhadores da Preh Portugal aderiram ontem em força à primeira das quatro paralisações convocadas pelo SITE Norte até ao final da próxima semana. Ao propor dez horas de trabalho aos sábados, a gerência veio inflamar a luta em curso, acusou o sindicato.
13.4.2018

 

Os trabalhadores decidiram continuar a luta que desenvolvem desde o mês de Março, em resposta à proposta da Preh Portugal de transformar os dois sábados mensais, de cinco horas de trabalho cada, num sábado com dez horas de laboração.

Para os trabalhadores, esta proposta surgiu como uma provocação e duplamente penosa.

Foram convocadas greves de uma hora por turno, para ontem e a próxima quinta-feira (dia 19), e de hora e meia por turno, para os dois próximos sábados (dias 14 e 21).

Durante os períodos de greve, os trabalhadores concentram-se junto ao portão da empresa, na Rua dos Moinhos, 400, na Trofa, como hoje sucedeu entre as 13 e as 15 horas.

No caderno reivindicativo apresentado à gerência constam, entre outros pontos: aumento salarial de quatro por cento, fim do trabalho aos sábados e atribuição de complemento nocturno, das 20 às 22 horas, para todos os trabalhadores, bem como a reposição dos direitos sociais retirados.

 

Ver também:
- Nota de imprensa do SITE Norte
- Trabalhadores da Preh Portugal, na Trofa, contestam dez horas de trabalho aos sábados (Lusa no DN, 12.4.2018)
- Greve na Preh contra jornada de dez horas ao sábado (AbrilAbril, 12.4.2018)
- Mantêm-se razões de luta na Preh Portugal (5.4.2018)